quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Mar sem fim

Estou em Paraty, lugar onde Amyr Klink partiu
para várias viagens incríveis, uma delas ele
relata no livro "Mar sem fim", sua viagem de
cinco meses e cerca de 18 mil milhas navegadas
dentro da Convergência Antártica, sem pôr os
pés em país nenhum e enfrentando toda a sorte
de desafios. Recordei deste trecho que ele diz
lindamente sobre ir e voltar: “Hoje entendo bem
meu pai. Um homem precisa viajar por sua conta,
não por meio de histórias, imagens, livros ou TV.
Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para
entender o que é seu. Para um dia plantar as suas
próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio
para desfrutar do calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto.
Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver
o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e
doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver.”
A foto azul e linda é da minha filha numa viagem de estudo do meio com a escola na Baía de Paraty,
lugar que eu amo!!!
Site do navegador, aqui!
Documentário, aqui
e aqui!

6 comentários:

  1. Que delícia!
    Muito sol e maui babe? hehe
    beijo

    ResponderExcluir
  2. Seu Blog ta muito legal, parabéns! Mas que tal colocar seu blog com dominio proprio, muito mais facil das pessoas aprenderem seu endereço. Caso tenha interesse entre em contato conosco pelo endereço www.carolleal.com.br.

    ResponderExcluir
  3. Blog legal! adorei...
    Virei sua seguidora! Vc está no meu blog! abraços

    ResponderExcluir
  4. Adorei a reportagem ficou maravilhosa, linda linda, continue assim esta otimo
    mãe rsrsr.

    ResponderExcluir